19 de set de 2012

REMANSCENTES 2008: SINDICATO QUESTIONA SECRETARIA


REMANSCENTES 2008: SINDICATO QUESTIONA SECRETARIA

Open in new window
SINDAEVP QUESTIONA SECRETARIA QUANTO A LENTIDÃO NA CHAMADA DOS REMANESCENTES DO CONCURSO AEVP 2008
A contratação imediata desses aptos servidores aliviaria as condições de trabalho hoje desgastadas pela falta de efetivo, bem como daria maior volume a transferências.

O concurso para o cargo de Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária fora devidamente autorizada pelo Governador do Estado de São Paulo por Despacho exarado no processo SAP/GS n° 646/2007, publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo de 05/01/2008.


Tal concurso previa a contratação inicial de 204 (duzentos e quatro) cargos vagos de Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária (sexo masculino).

Em Julho de 2011 frente a informação CS 114/2011, do Departamento de Recursos Humanos, prorroga-se por 2 anos, o prazo de vigência do Concurso Público.

Em 25 de Outubro de 2011 fora aberto novo certame para provimento de 1000 (um mil) cargos vagos de Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária (sexo masculino.

Sabemos do compromisso firmado por esta secretária de nomear com prioridade os candidatos aprovados do concurso 021/2008, porém percebemos que as nomeações vêm se arrastando ao longo desses anos, de forma morosa e desgastante, gerando um antecipado stress nos futuros servidores, além da sensação pública de desrespeito perante aqueles que ansiosos aguardam a chamada após árduos e competidos estágios classificatórios.

Tal assunto foi expresso na bancada da ALESP – Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo alguns meses atrás pelo Deputado Estadual Major Olímpio.



Em agosto de 2002 a SAP conseguiu por força da ocasião formar quase 5.000 AEVP´s de uma só vez, colocando-os pelo estado em formação.

Lembramos diferente daquela época a EAP – Escola da Administração Penitenciária hoje está muita mais estruturada e preparada para formar os AEVP´s, temos hoje dentro do quadro de docentes, pessoas qualificadas e de conhecimento profundo do cargo.


Temos hoje a urgente necessidade de novas contratações as muralhas estão hoje sem efetivo, em algumas unidades as torres já mais conseguem ser cobertas e os postos ficam desguarnecidos gerando ponto de fuga. Pra sanar essa lacuna a SAP veio mudando a regulamentação de horas em torre, expondo os servidores a exaustivas 11 horas de vigilância direta, o que além de gerar novamente ponto de fuga, gera risco a vida do sentinela.

Há hoje em torno de 1000 remanescentes, em favor dos quais o sindicato questiona a secretária nos seguintes aspectos.


Todos serão chamados?
Qual a previsão para conclusão das nomeações do cargo?
Haverá um aumento considerável nas chamadas futuras?
Quando ocorrerão?
Quais as dificuldades encontradas para que haja um aumento da chamada?
Quais as soluções possíveis e compromisso da Secretária?

PARA O SINDAEVP AEVP É AEVP DESDE QUANDO SE INSCREVE PARA A CARREIRA DE AEVP.

FONTE:Publicado por SINDAEVP