4 de mai de 2014

REPORTAGEM SOBRE A ESCOLTA AOS AEVPs

É cada vez mais comum ônibus, viaturas e agentes em alerta máximo. As escoltas de presos
Neste fim de semana enquanto muita gente procura relaxar, a movimentação dos agentes que trabalham em penitenciárias na cidade e região é grande. O portal Visão Notícias.com flagrou em Padre Nóbrega um grande aparato e um esquema de segurança especial para uma simples tarefa: abastecer algumas viaturas.

Os agentes penitenciários imediatamente fecharam as ruas e acessos à rodovia, saíram das viaturas com armas de grosso calibre em mãos, procurandp afastar os curiosos com palavras rápidas e firmes "vai...vai..." para quem tenta parar e ver o que está acontecendo. Logo depois as viaturas de cor azul chegaram e abasteceram no posto de combustíveis, enquanto que três ônibus aguardam para prosseguir viagem com o "bonde" de presos. Destino: algum presídio da região.

Moradores da região e clientes do posto ficaram preocupados. É que se houvesse alguma tentativa de resgate de presos haveria o risco de um confronto com resultado provável: derramamento de sangue. Por sorte, mais uma vez o esquema de segurança deu certo e o comboio seguiu viagem.





















SEGURANÇA - A partir deste ano, as escoltas de presos aos poucos estão sendo feitas apenas pelos agentes penitenciários, liberando centenas de policiais militares que tinham essa missão. Foram investidos cerca de R$ 13 milhões em 106 novas viaturas, que farão a escolta dos presos, além de R$ 1,5 milhão em armamento e R$ 164 mil na compra de coletes à prova de balas.

Por enquanto os agentes atuarão diretamente nas unidades da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária), incluindo os quatro CDPs (Centros de Detenção Provisória) da região: Santo André, São Bernardo, Diadema e Mauá. Mas, quando há transferência para penitenciárias da região esse novo esquema de segurança também pode ser visto aqui.