6 de set de 2016

SELEÇÃO DE DOCENTES, ÓTIMO INDICATIVO DE GRANDES CONTRATAÇÕES DE AEVP

Publicado no D.O., Executivo I, páginas 16 e 17 de 02/09/2016.


ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
DR. LUIZ CAMARGO WOLFMANN
Comunicado
A Diretora da Escola de Administração Penitenciária “Dr.
Luiz Camargo Wolfmann” – EAP, por intermédio do Centro de
Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos – CECADRH
e do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Agentes
de Segurança Penitenciária - CFAASP, torna pública a Abertura
de Inscrições para o Processo Seletivo de Docentes para ministrarem
aulas em cursos e treinamentos nas áreas de formação,
aperfeiçoamento e capacitação de recursos humanos do Sistema
Penitenciário, conforme estabelecido nas seguintes instruções:
1. Objetivo: selecionar servidores públicos do Estado de São
Paulo, para atuarem como docentes nos Cursos de Formação
Técnico-Profissional, Cursos de Aperfeiçoamento e Cursos de
Capacitação para Agentes de Segurança Penitenciária - ASP e
Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária - AEVP, da Escola
de Administração Penitenciária “Dr. Luiz Camargo Wolfmann”
- EAP.
2. Público-Alvo: servidores públicos do Estado de São Paulo,
que tenham completado o período de estágio probatório até
a data de inscrição neste processo seletivo e que não sejam
docentes da EAP.
3. Das Inscrições e escolha da disciplina
3.1. As inscrições deverão ser efetuadas via internet, acessando
os links informados no Anexo I deste comunicado, no
período de 15 a 30-09-2016.
3.2. Os candidatos deverão se inscrever em apenas 01 disciplina,
dentre as elencadas por “Grupo Didático”, especificadas
no Anexo I deste comunicado.
3.3. Será obrigatória a comprovação de todos os documentos
mencionados na ficha de inscrição, tais como diplomas de
nível superior, certificados de cursos adicionais nas respectivas
áreas da disciplina escolhida, bem como a experiência na
área/setor de atuação com o preenchimento do formulário
“Declaração Funcional” conforme o modelo do Anexo III deste
comunicado.
3.4. Para a disciplina de Técnicas de Condução Operacional
– TCO, o candidato deverá ser maior de 21 anos, possuir habilitação,
no mínimo na categoria “B”, não poderá ter cometido
nenhuma infração de trânsito grave ou gravíssima, não ser
reincidente em infrações médias durante os últimos 12 meses,
nem estar cumprindo pena de suspensão ou cassação do direito
de dirigir, comprovadas por meio de Declarações emitidas no site
do Departamento Estadual de Trânsito – Detran.
3.5. A comprovação da experiência quando exigida nos
requisitos descritos no Anexo I, dar-se-á conforme instruções
contidas no item 3.6 e subitens 3.6.1 a 3.6.8 deste comunicado.
3.6. O envio do diploma do curso superior, certificados de
cursos técnicos, certificados adicionais e “Declaração Funcional”
(Anexo III) exigidos nos requisitos do Anexo I, deverão ser
efetuados em apenas 01 e-mail dos abaixo informados, fazendo
constar no campo “assunto”, o nome da disciplina escolhida e
o nome do candidato.
3.6.1. Disciplinas do grupo didático “Legislação Aplicada à
Atividade Penitenciária” - deverão enviar no e-mail: legislacaopenitenciaria@gmail.com
3.6.2. Disciplinas do grupo didático “Práticas dos Serviços
Penitenciários” – deverão enviar no e-mail: praticasdoservico@
gmail.com
3.6.3. Disciplinas do grupo didático “Valorização Humana”
– no e-mail: valor.humana@gmail.com
3.6.4. Disciplinas do grupo didático “Relações Interpessoais
e Saúde” – no e-mail: humanasesaude@gmail.com
3.6.5. Disciplinas do grupo didático “Legislação de Pessoal
e Procedimento Funcional” – no e-mail: legpessoal.funcional@
gmail.com
3.6.6. Disciplinas do grupo didático “Comunicação e
Expressão e Redação Oficial” – no e-mail: comunicacaoroficial@gmail.com
3.6.7. Disciplinas do grupo didático “Autodefesa e Prote-
ção” – no e-mail: autodefesaeprotecao@gmail.com
3.6.8. Disciplinas do grupo didático “Papiloscopia” – no
e-mail: papiloscopia.eap@gmail.com
3.7. Como servidor público estadual, o candidato deverá
encaminhar, junto com os demais documentos solicitados, a
“Declaração Funcional”, conforme o modelo do Anexo III, na
qual deverá constar não ter recebido penalidade disciplinar
administrativa nos últimos 02 (dois) anos, e não ter sido condenado
em processo criminal com sentença transitada em julgado
nos últimos 5 (cinco) anos.
4. Da Seleção
4.1. O processo seletivo destina-se a seleção de docentes
para ministrarem aulas nas disciplinas dos cursos organizados
pela Escola de Administração Penitenciária – EAP, distribuídas
conforme descrito no Anexo I deste comunicado.
4.2. A seleção visa atender a ampliação do quadro de
docentes, bem como a formação de cadastro de reserva.
4.3. Os candidatos serão selecionados por análise das informações
preenchidas no formulário de inscrição (via internet/
link), de diplomas e demais certificações adicionais enviadas e
pela participação em curso de capacitação de docentes e oficina
pedagógica que serão oferecidos de acordo com a necessidade
e com a pontuação estabelecida no Anexo II deste Comunicado.
4.4. Para a disciplina de Técnicas de Condução Operacional
– TCO será aplicada uma prova prática, de caráter eliminatório,
com exercícios para verificação do nível de dirigibilidade do
candidato, anteriormente ao início do Curso de Capacitação
de Docentes.
4.5. O Curso de Capacitação de Docentes terá caráter
eliminatório para as seguintes disciplinas: Prática do Serviço
de Escolta – PSE; Prática do Serviço de Vigilância – PSV; Gerenciamento
de Crise – GER; Técnicas de Condução Operacional
– TCO; Contramedidas – CTM; Prevenção e Combate a Incêndio
e Socorrismo – PCIS e Defesa Pessoal, Tonfa e Algemas – DTA.
4.6. Para as aulas ministradas nos cursos realizados na
capital e grande São Paulo (conforme indicado no Anexo I deste
comunicado), somente serão selecionados os candidatos com
local de exercício na capital e grande São Paulo.
4.7. Os candidatos poderão encaminhar certificados de
cursos adicionais relacionados à área da disciplina escolhida, de
acordo com o Anexo II deste comunicado.
4.8. Os cursos adicionais serão pontuados de acordo com a
carga horária vinculados à modalidade de ensino: Presencial ou
EaD–Ensino a Distância, de acordo com as instruções contidas
no Anexo II deste comunicado, limitando-se em 20 pontos.
4.9. O tempo de serviço público estadual, seguido da maior
idade, comprovados por meio da Declaração Funcional, conforme
o Anexo III deste comunicado serão utilizados como critérios
de desempate de pontuação.
5. Da Remuneração e Carga-Horária
5.1. A hora-aula dos cursos organizados pela Escola de
Administração Penitenciária corresponde ao período de 40 a
50 minutos.
5.2. O docente só poderá ministrar 10 horas-aulas semanais
e 40 horas-aulas mensais, no máximo, em conformidade
com o disposto no Decreto 40.540, de 13-12-1995, alterado
pelo Decreto 50.086, de 06-10-2005 e Decreto 53.878, de
23-12-2008.
5.3. A retribuição pecuniária dos servidores selecionados
não se incorporará aos vencimentos ou salários para nenhum
efeito e sobre ela não incidirá qualquer outra vantagem, nem
desconto a favor do Instituto de Assistência Médica ao Servidor
Público Estadual – IAMSPE, bem como não será computado
para cálculo do 13º salário que trata a Lei Complementar 644
de 26-12-1989.
6. Das Disposições Gerais
6.1. Os cursos deverão ocorrer na sede da EAP, situada na
Avenida General Ataliba Leonel, 556 – Santana/São Paulo, bem
como nas dependências das unidades prisionais vinculadas a
Secretaria da Administração Penitenciária de São Paulo – SAP,
em estabelecimentos de ensino e congêneres disponíveis e adequados
para tais atividades e nas dependências de instituições
que celebrem parceria ou cooperação técnica com esta Pasta.
6.2. A EAP se exime de eventuais despesas que o candidato
possa ter em razão de sua participação neste processo seletivo.
6.3. Na hipótese de dispensa do docente do “Quadro de
docentes da EAP”, serão obedecidos os mesmos critérios adotados
para o descredenciamento de docente, estabelecidos na
Resolução SAP 71, de 22-05-2013.
6.4. Os servidores selecionados serão chamados para
atuarem como docentes de acordo com as necessidades da EAP
em função da programação dos cursos, não gerando obrigatoriedade
de contratação.
6.5. Para mais esclarecimentos entrar em contato com
Graceli (011 – 3775-2874), Inêz (011 - 3775-2873) ou Kátia
(011 – 3775-2821).
6.6. Os casos omissos serão resolvidos pela Diretora da EAP


Veja os anexos no D.O. Executivo I, página 17:

8 de jul de 2016

Convocação para Sessão de Escolha de Vaga – Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária

28 de jun de 2016

Publicado nomeações de AEVP(s) 28/06/2016



nos termos do art. 4º, da LC 898-2001, alterado pelo art. 1º
da LC 1.220-2013, os abaixo indicados, habilitados em Concurso
Público, para exercerem em caráter efetivo e em Regime Especial
de Trabalho Policial, o cargo de Agente de Escolta e Vigilância
Penitenciária – Nível de Vencimentos I, do SQC–III-QSAP:

8 de jun de 2016

NOMEAÇÕES AEVP

nos termos do art. 4º, da LC 898-2001, alterado pelo art. 1º
da LC 1.220-2013, os abaixo indicados, habilitados em Concurso
Público, para exercerem em caráter efetivo e em Regime Especial
de Trabalho Policial, o cargo de Agente de Escolta e Vigilância
Penitenciária - Nível de Vencimentos I, do SQC-III-QSAP:



8 de abr de 2016

Inicio do Exercício de alguns Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária


A Diretora do Departamento de Recursos Humanos Substituta
da Secretaria da Administração Penitenciária comunica
os Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária abaixo relacionados,
nomeados por Decreto publicado em 23-02-2016,

2 de abr de 2016

Concurso de promoção por merecimento para AEVP(s)



DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS

 Comissão de Promoção

Portaria CP - 1, de 1º-4-2016

A Presidente da Comissão de Promoção, constituída pela
Resolução SAP 055, de 24, publicada em 25-03-2016, em concordância
com o artigo 3° do Decreto 53.994, de 06-02-2009,
expede a presente portaria para declarar que fica instaurado o
Concurso de Promoção por Merecimento, referente ao exercício
de 2015, de que trata o artigo 9º da Lei Complementar 898,
de 13-07-2001, alterada pelas Leis Complementares 1.060, de
23-09-2008 e 1.246, de 27-06-2014, para os integrantes da
classe de Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária, que será
regido pelas instruções adiante transcritas:

19 de mar de 2016

4ª FASE (COMPROVAÇÃO DE IDONEIDADE E CONDUTA ILIBADA NA VIDA PÚBLICA E NA V IDA PRIVADA E INVESTIGAÇÃO SOCIAL)

Publicação em Diário Oficial do Estado dia 19/03/2016
Ler e reler toda documentação para não ter erro.

Nomes consultar o próprio D.O.E.

Boa sorte a todos.

SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
CONCURSO PÚBLICO PARA A CLASSE DE
AGENTE DE ESCOLTA E VIGILÂNCIA PENITENCIÁRIA (SEXO
MASCULINO)
(ref. EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES
ESPECIAIS 154/2014)
EDITAL CCP 21 DE 18-3-2016
DIVULGA AS DATAS/HORÁRIOS/LOCAIS PARA A REALIZAÇÃO
DA 4ª FASE (COMPROVAÇÃO DE IDONEIDADE E CONDUTA ILIBADA
NA VIDA PÚBLICA E NA V

4 de mar de 2016

4ª FASE do CONCURSO (COMPROVAÇÃO DE IDONEIDADE E CONDUTA ILIBADA NA VIDA PÚBLICA E NA VIDA PRIVADA E INVESTIGAÇÃO SOCIAL)

ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
 GABINETE DO SECRETÁRIO
DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS
Centro de Cadastro e Registro de Pessoal
 SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
CONCURSO PÚBLICO PARA A CLASSE DE AGENTE DE
ESCOLTA E VIGILÂNCIA PENITENCIÁRIA (SEXO MASCULINO)
(ref.EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES
ESPECIAIS Nº 154/2014)
EDITAL CCP Nº 013 DE 2-3-2016
CONVOCA OS CANDIDATOS CONSIDERADOS APTOS NA
PROVA DE APTIDÃO PSICOLÓGICA (CONFORME RESULTADO
DIVULGADO NO EDITAL Nº 005/2016, PUBLICADO NO DOE
DE 30.01.2016) PARA PROVIDENCIAREM OS DOCUMENTOS
A SEREM ENTREGUES NA DATA DA REALIZAÇÃO DA 4ª
FASE DESTE CONCURSO (COMPROVAÇÃO DE IDONEIDADE E
CONDUTA ILIBADA NA VIDA PÚBLICA E NA VIDA PRIVADA E
INVESTIGAÇÃO SOCIAL), BEM COMO DIVULGA A(S) DATA(S)
PREVISTA(S) PARA A REALIZAÇÃO DESSA 4ª FASE

A COMISSÃO DE CONCURSO (constituída no Departamento
de Recursos Humanos da Secretaria da Administração Penitenciária
pela Resolução SAP nº 160/2014, publicada no DOE de
13.11.2014), com base no disposto no Edital nº 154/2014 (publicado
no Diário Oficial do Estado em 14.11.2014), rerratificado
por meio do Edital nº 162/2014 (publicado no Diário Oficial do
Estado em 02.12.2014) e do Edital nº 168/2014 (publicado no
Diário Oficial do Estado em 09.12.2014) – que se referem ao
Concurso Público para o cargo de Agente de Escolta e Vigilância
Penitenciária (sexo masculino) – DIVULGA:
1. a convocação dos candidatos considerados aptos na
prova de aptidão psicológica (conforme resultado divulgado
no Edital nº 005/2016, publicado no DOE de 30.01.2016), para
providenciarem os documentos a serem entregues na data da
realização da 4ª fase deste Concurso (Comprovação de Idoneidade
e Conduta Ilibada na Vida Pública e na Vida Privada e
Investigação Social); e
2. as informações relativas à(s) data(s) prevista(s) para a
realização da 4ª fase deste Concurso (Comprovação de Idoneidade
e Conduta Ilibada na Vida Pública e na Vida Privada e
Investigação Social).
1. CONVOCAÇÃO DOS CANDIDATOS CONSIDERADOS
APTOS NA PROVA DE APTIDÃO PSICOLÓGICA (CONFORME
RESULTADO DIVULGADO POR MEIO DO EDITAL Nº 005/2016,
PUBLICADO NO DOE DE 30.01.2016) PARA PROVIDENCIAREM
OS DOCUMENTOS A SEREM ENTREGUES NA DATA DA REALIZAÇÃO
DA 4ª FASE DESTE CONCURSO (COMPROVAÇÃO DE
IDONEIDADE E CONDUTA ILIBADA NA VIDA PÚBLICA E NA VIDA
PRIVADA E INVESTIGAÇÃO SOCIAL).
1.1. Os candidatos considerados aptos na prova de aptidão
psicológica (conforme resultado divulgado no Edital nº
005/2016, publicado no DOE de 30.01.2016):
1.1.1. ficam CONVOCADOS para providenciarem os documentos
a serem entregues na data da realização da 4ª fase
deste Concurso Público (Comprovação de Idoneidade e Conduta
Ilibada na Vida Pública e na Vida Privada e Investigação Social)
com data prevista para 02 ou 03 de abril de 2016, devendo esses
candidatos ACOMPANHAR a divulgação da confirmação relativa
à data, horário e local dessa “fase” por meio de publicação – a
partir de 22.03.2016 – de Edital, no Diário Oficial do Estado;
1.1.2. ficam ALERTADOS que poderão portar, na respectiva
data de aplicação dessa 4ª fase – EM PAPEL BRANCO OU TIMBRADO
– os apontamentos relativos às informações pessoais
(conforme consta dos itens 1.4.2.1. até 1.4.2.8. deste Edital),
para transcrição para o Questionário a ser fornecido no local.
Quando do preenchimento do Questionário NÃO poderão ser
consultados/utilizados celular, tablet, notebook etc.
1.2. A 4ª fase (Comprovação de Idoneidade e Conduta Ilibada
na Vida Pública e na Vida Privada e Investigação Social) – de
caráter eliminatório – será realizada na seguinte conformidade:
1.2.1. no ato da realização desta fase:
a) o candidato receberá o Questionário (contendo os seus
dados cadastrais);
b) o candidato – após verificar os seus dados pessoais nesse
Questionário – deverá proceder ao seu preenchimento, de pró-
prio punho; com LETRA DE FORMA e LEGÍVEL e SEM RASURAS,
com caneta esferográfica de tinta de cor azul ou preta, bem
como APOR SUA ASSINATURA;
c) o preenchimento desse Questionário é de inteira responsabilidade
do candidato;
d) o candidato não poderá ausentar-se da sala de aplicação
levando qualquer dos materiais fornecidos, nem sem autorização
e acompanhamento do fiscal;
e) o Questionário deverá ser entregue ao fiscal da sala de
aplicação;
f) os dados informados nesse Questionário fornecerão os
subsídios necessários à avaliação da comprovação de idoneidade
e conduta ilibada na vida pública e na vida privada e à
investigação social;
1.2.2. o candidato entregará a documentação elencada nos
itens 10.8. a 10.10. do citado Edital de Abertura de Inscrições e
Instruções Especiais (correspondentes ao disposto nas alíneas
“a” até “f”, do item 1.3.3., deste Edital);
1.2.3. o candidato fornecerá os subsídios para a realização
da investigação social, conforme disposto nos itens 10.12. e
10.13. do citado Edital de Abertura de Inscrições e Instruções
Especiais; e
1.2.4. A realização da “Comprovação” (item 1.3. deste
Edital) e da “Investigação Social” (item 1.4. deste Edital) obedecerá,
integralmente, ao disposto no Capítulo 10 do citado Edital
de Abertura de Inscrições e Instruções Especiais.
1.3. Para a realização da “COMPROVAÇÃO”, o candidato:
1.3.1. deverá estar munido de um dos seguintes documentos
de identificação em original, com foto que permita a sua
identificação:
a) Cédula de Identidade (RG) ou do Registro de Identidade
Civil (RIC);
b) Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
c) Certificado de Alistamento Militar;
d) Carteira Nacional de Habilitação (expedida nos termos da
Lei Federal nº 9.503/97);
e) Passaporte;
f) Carteira de Órgão ou Conselho de Classe;
g) Carteira de Identidade expedida pelas Forças Armadas,
ou pelas Polícias Militares ou pelos Corpos de Bombeiros
Militares;
1.3.2. deverá portar caneta esferográfica de tinta de cor
azul ou preta;
1.3.3. deverá entregar a seguinte documentação:
a) cópia simples, acompanhada do original, da carteira de
identidade (RG) ou do Registro de Identidade Civil (RIC);
b) original da Certidão de Distribuição Criminal da Justiça
Estadual da Comarca onde reside. A referida Certidão é expedida
pelo Fórum da respectiva Comarca e, em Comarcas de Estados
da Federação que possuam implantado sistema de rede mundial
de computadores, poderão ser expedidas por meio desse sistema
“internet”. A data de emissão deverá ser de até 3 (três) meses
da data da publicação deste Edital;
b.1. esta Certidão deverá ser oriunda da “Justiça Estadual”
e não de “Execução Criminal”;
c) original da(s) Certidão(ões) de Distribuição Criminal
da Justiça Estadual da(s) Comarca(s) onde residiu nos últimos
5 (cinco) anos que antecedem à data de publicação deste
Edital. A(s) referida(s) Certidão(ões) é(são) expedida(s) pelo(s)
Fórum(ns) da(s) respectiva(s) Comarca(s) e, em Comarcas de
Estados da Federação que possuam implantado sistema de rede
mundial de computadores, poderão ser expedidas por meio
desse sistema “internet”. A data de emissão deverá ser de até 3
(três) meses da data da publicação deste Edital;
c.1. esta(s) Certidão(ões) deverá(ão) ser oriunda(s) da “Justiça
Estadual” e não de “Execução Criminal”;
c.2. CONSIDERANDO a nova forma de requisição da Certidão
de Distribuição Criminal do E S T A D O D E S Ã O P A U L
O a ser obtida, pelo candidato, unicamente e especificamente
no que se refere ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
que, em recente publicação no DJE, informou que “pela internet,
o cidadão obtém certidões cíveis, criminais e de execuções
criminais com abrangência estadual”, os candidatos ficam
informados que:
c.2.1. somente a Certidão de Distribuição Criminal emitida
pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, pela internet,
tem abrangência estadual; e
c.2.2. nesta única situação, o candidato que sempre residiu
(nos últimos 5 anos a partir de ter completado 18 anos de idade)
no ESTADO DE SÃO PAULO e que proceder à entrega (na data
da aplicação da 4ª fase) de Certidão de Distribuição Criminal
emitida pela internet pelo Tribunal de Justiça do Estado de São
Paulo, essa terá abrangência de todas as Comarcas do Estado
de São Paulo;
d) original da Certidão de Distribuição Criminal da Justiça
Federal da região onde reside. A referida Certidão é expedida
pelo Fórum da Justiça Federal ou em Estados da Federação que
possuam implantado sistema de rede mundial de computadores,
poderão ser expedidas por meio desse sistema “internet”. A
data de emissão deverá ser de até 3 (três) meses da data da
publicação deste Edital;
d.1. esta Certidão deverá ser oriunda da “Justiça Federal” e
não da “Polícia Federal”;
e) original da(s) Certidão(ões) de Distribuição Criminal da
Justiça Federal da(s) região(ões) onde residiu nos últimos 5
(cinco) anos que antecedem à data de publicação deste Edital.
A(s) referida(s) Certidão(ões) é(são) expedida(s) pelo Fórum(ns)
da Justiça Federal ou em Estados da Federação que possuam
implantado sistema de rede mundial de computadores, poderão
ser expedidas por meio desse sistema “internet”. A data de
emissão deverá ser de até 3 (três) meses da data da publicação
deste Edital;
e.1. esta(s) Certidão(ões) deverá(ão) ser oriunda(s) da “Justiça
Federal” e não da “Polícia Federal”;
f) o candidato que tenha residido no exterior – nos últimos
5 (cinco) anos que antecedem à data de publicação deste Edital
– a partir de ter completado 18 anos de idade, deverá requerer
nos respectivos Consulados dos países que teve domicilio, certidão
ou documento (com redação em língua portuguesa) que
conste a existência ou não de antecedentes criminais, no período
de residência declarado, entregando-o com os demais documentos
citados nas alíneas “a” até “e”, do item 1.3.3., deste Edital.
O documento/declaração/atestado que não se encontre na
conformidade deste item, poderá ser objeto de entrega posterior,
desde que o candidato seja convocado para referida entrega
mediante publicação de edital a ser veiculado no Diário Oficial
do Estado e no site www.vunesp.com.br.
1.3.4. deverá, ainda, observar e cumprir que: se constar
algum processo em algumas das certidões referidas nas alíneas
“b” até “e”, do item 1.3.3., deste Edital, o candidato deverá
requerer a competente Certidão de objeto e pé no respectivo
Cartório Criminal, bem como proceder à entrega da(s) mesma(s)
na mesma data da realização da 4ª fase.
1.4. Para a realização da “INVESTIGAÇÃO SOCIAL”, o
candidato:
1.4.1. deverá entregar uma (1) foto, no tamanho 5x7 cm,
datada, de, no máximo, 6 (seis) meses, a contar da data publicação
deste Edital;
1.4.2. deverá informar, de próprio punho, somente nos respectivos
espaços constantes das 2 páginas do QUESTIONÁRIO
(a ser fornecido no local de realização dessa “Investigação”) os
seguintes dados pessoais:
1.4.2.1. relativamente ao endereço residencial (atual e dos
seus últimos endereços no decorrer dos 5 anos a contar da data
que completou 18 anos de idade):
a) o(s) endereço(s) preciso(s) e completo(s), ou seja, o nome
da rua/avenida, o número da casa, o complemento, o bairro, a
cidade, o Estado e o CEP; e
b) o(s) respectivo(s) período(s) de residência, ou seja, mês
e ano.
1.4.2.2. relativamente à escolaridade:
a) quanto ao ensino médio: o(s) nome(s), o(s) endereço(s)
preciso(s) e completo(s), ou seja, o nome da rua/avenida, o
número, o complemento, o bairro, a cidade e o Estado, bem
como o(s) respectivo(s) período(s) que cursou a(s) escola(s); e
b) quanto ao ensino superior (se for o caso): o(s) nome(s),
o(s) endereço(s) preciso(s) e completo(s), ou seja, o nome da
rua/avenida, o número, o complemento, o bairro, a cidade e o
Estado, bem como o(s) respectivo(s) período(s) que cursou a(s)
escola(s); e
c) quanto a outros cursos técnicos ou profissionalizantes:
o(s) nome(s) do(s) curso(s) e o(s) respectivo(s) período(s).
1.4.2.3. relativamente à propriedade de
automóvel(automóveis):
a) a(s) marca(s);
b) o(s) modelo(s);
c) o(s) ano(s);
d) a(s) cor(es);
e) a(s) placa(s); e
f) o(s) município(s) de emplacamento/licenciamento.
1.4.2.4. relativamente à propriedade de imóvel(imóveis):
o(s) endereço(s) preciso(s) e completo(s), ou seja, o nome da
rua/avenida, o número, o complemento, o bairro, a cidade e o
Estado;
1.4.2.5. relativamente à profissão/emprego (atual e nos 5
últimos anos):
a) o(s) nome(s) completo(s) da(s) empresa(s)/firma(s), ou
seja, conforme consta do registro funcional (Carteira de Trabalho
e Previdência Social ou no recibo de pagamento/holerite);
b) a(s) respectiva(s) profissão(ões) ou cargo(s) exercido(s);
c) o(s) endereço(s) preciso(s) e completo(s), ou seja, o nome
da rua/avenida, o número da casa, o complemento, o bairro, a
cidade, o Estado e o CEP; e
d) o(s) respectivo(s) período(s), ou seja, mês e ano.
1.4.2.6. relativamente ao(s) filho(s) (se for o caso):
a) o(s) nome(s) completo(s);
b) o(s) endereço(s) preciso(s) e completo(s), ou seja, o nome
da rua/avenida, o número da casa, o complemento, o bairro, a
cidade, o Estado e o CEP; e
c) o(s) respectivo(s) telefone(s).
1.4.2.7. relativamente ao exercício de cargo público (federal
ou estadual ou municipal):
a) o(s) nome(s) completo(s) da(s) Secretaria(s) ou do(s)
Órgão(s) Público(s) em que trabalha ou trabalhou;
b) o(s) endereço(s) preciso(s) e completo(s), ou seja, o nome
da rua/avenida, o número da casa, o complemento, o bairro, a
cidade, o Estado e o CEP;
c) o(s) respectivo(s) período(s), ou seja, mês e ano; e
d) o(s) motivo(s) da exoneração/demissão.
1.4.2.8. relativamente ao rol de amizades de 3 pessoas,
(excluindo os parentes):
a) o(s) nome(s) completo(s);
b) a(s) respectiva(s) profissão(ões);
c) o(s) respectivo(s) telefone(s); e
d) o(s) endereço(s) precisos e completo(s), ou seja, o nome
da rua/avenida, o número da casa, o complemento, o bairro, a
cidade, o Estado e o CEP.
2. INFORMAÇÕES RELATIVAS À(S) DATA(S) PREVISTA(S)
PARA A REALIZAÇÃO DA 4ª FASE DESTE CONCURSO (COMPROVAÇÃO
DE IDONEIDADE E CONDUTA ILIBADA NA VIDA PÚBLICA
E NA VIDA PRIVADA E INVESTIGAÇÃO SOCIAL).
2.1. Os candidatos CONVOCADOS por meio deste Edital,
devem ACOMPANHAR a confirmação da data, horário e local
de realização da 4ª fase, por meio de publicação – a partir de
22.03.2016 – de Edital, no Diário Oficial do Estado.
E, para que chegue ao conhecimento de todos e ninguém

possa alegar desconhecimento, é expedido o presente Edital.

23 de fev de 2016

Nomeação AEVP

nos termos do art. 4º, da LC 898-2001, alterado pelo art. 1ºda LC 1.220-2013, os abaixo indicados, habilitados em Concurso Público, para exercerem em caráter efetivo e em Regime Especial de Trabalho Policial, o cargo de Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária – Nível de Vencimentos I, do SQC–III-QSAP:


Lucas dos Santos, RG 485662437-SP, vago em decorrência
da exoneração de Clayton Luiz dos Santos Bolandim, RG
28800257X (D.O. 30-6-2011); Ederson Luciano da Silva, RG

30 de jan de 2016

Concurso AEVP; Resultado da prova de aptidão de psicológica


Publicado no DO paginas 110 à 126.

ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
 GABINETE DO SECRETÁRIO
DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS
Centro de Cadastro e Registro de Pessoal
 SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
CONCURSO PÚBLICO PARA A CLASSE DE
AGENTE DE ESCOLTA E VIGILÂNCIA PENITENCIÁRIA (SEXO
MASCULINO)
(ref. EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES
ESPECIAIS 154/2014)
EDITAL CCP 5 DE 29-1-2016